3 Configurações Essenciais Na Rede De Display Do Google

Você não tem resultados na Rede de Display do Google? Bom, nessa aula eu quero lhe mostrar 3 configurações essenciais que vão lhe ajudar a ter mais resultado ao anunciar na Rede de Display do Google. Muita gente anuncia só na Rede de Pesquisa e esquece de ampliar as suas campanhas e alcançar mais o seu público utilizando a Rede de Display.

Sem tempo de ler? Ouça o podcast!

Configuração Básica da Sua Campanha Na Rede de Display

Então vamos falar dessas 3 configurações. Quando você cria uma campanha na rede de display ou qualquer campanha no Google, a primeira etapa é configurá-la. Então, na sua conta Ads, você vai clicar no botão “+”, “Nova Campanha” e em seguida selecionar a opção “Rede de Display”. Então, você deve escolher qual é o objetivo da sua campanha, vendas, leads, tráfego do site, consideração de produto e marca, alcance e reconhecimento da marca ou criar uma campanha sem meta. Para a nossa “aula”, vamos escolher a última opção. Depois, vamos selecionar “Campanha Padrão da Rede de Display”. Clique em continuar.

O primeiro passo que você faz ao criar uma campanha é fazer uma configuração básica da mesma. Como estipular o nome da campanha, onde você vai anunciar, os idiomas, os lances, orçamento… todos esses itens fazem parte da configuração básica.

Só que o que acontece? Quase no final da página, nós temos as configurações adicionais. Algo que passa despercebido por vários e vários anunciantes. Porque trata-se de um menu suspenso, então essas informações não aparecem diretamente, ficam recolhidas, até que você clique. O que facilita que muitos passem direto, vá ao grupo de anúncios e sigam em frente. Porém, essas configurações adicionais foi o que mudou e muito os meus resultados quando eu estava vendendo treinamentos através do Google.

Quando a gente clica no menu suspenso aparecem várias informações que podemos segmentar para melhorar ainda mais as nossas configurações da Rede de Display. Nesse conteúdo, eu quero falar de apenas 3.

1ª Configuração Essencial Na Rede De Display Do Google

A primeira configuração é na sessão “Dispositivos”. Quando se anuncia no Google, é possível escolher onde você quer aparecer. Ah, eu quero exibir só para computador, ou apenas para celular ou ainda só para iPhone6, marca X. Você consegue fazer esse filtro.

E isso é importante porque se você tem um produto ou serviço e quer anunciar só para usuários de iPhone ou de sistema operacional iOS, por exemplo, é possível. Ou seja, você tem a oportunidade de segmentar somente para pessoas que, realmente, têm maior probabilidade de comprar o seu produto/serviço.

Mas, antes de entrar nesse detalhe, eu quero falar sobre a segmentação de dispositivos específicos. Que é o seguinte… quando você tem a opção de colocar onde vão aparecer os seus anúncios, eu fiz inúmeros testes e descobri que há muitos cliques de banners em aplicativos móveis, como jogos e outros do gênero. E esses cliques, para mim, não geraram e não geram conversões diretas. Eu sempre foco minhas campanhas em vendas ou campanhas de leads. Tenho campanhas de Branding e impressões, mas é muito raro.

E essas campanhas que são direcionadas aos usuários que estão em um jogo não geram resultados, conversões. Isso porque, geralmente, essas pessoas não querem sair do joguinho para ver um anúncio. É até chato, inconveniente isso. Para solucionar esse ponto, assim como eu, você pode retirar a exibição dos seus anúncios para esses dispositivos específicos. Basta tirar a seleção das seguintes caixas “App para Dispositivos móveis”, “Intersticial de app para dispositivos móveis”, “App para Tablets” e “Intersticial de app para Tablets”. Então você aparece para computadores e também na web para dispositivos móveis. Que é o navegador do smartphone ou outro dispositivo móvel.

Então, esse clique é muito melhor e tem muito mais chance de gerar resultados do que em aplicativos móveis. É claro que isso se diferencia de negócio para negócio. Por exemplo, se você tem um jogo de celular, quer vender um aplicativo de jogo de smartphone, é bom anunciar em outros aplicativos de outros jogos. Porém, na maioria dos casos, se você vende produto físico, serviço no geral, aplicativos não é um caminho tão recomendado. Isso porque, quase sempre, o tráfego não é qualificado, não se trata de um usuário com potencial de cliente, mas você está pagando por ele. Ou seja, foca no tráfego que vai gerar conversão para o seu negócio.

Nesse caso, fiz inúmeros testes e descobri que esses cliques de aplicativos móveis são os piores. É os que não geram resultados, não deixa o CTR da campanha alto, e a qualidade da campanha como um todo acaba piorando. Essa é a primeira configuração essencial para você fazer um teste.

2ª Configuração Essencial Na Rede De Display Do Google

Uma outra configuração, muito simples também, é a redes. Nela, você pode escolher exibir o seu anúncio se o usuário, realmente, estiver usando o “Wi-fi” ou o “3G” de determinada operadora do Brasil. Por exemplo a OI, TIM, Vivo, Claro e etc.

Para que você entenda a diferença que essa simples configuração pode oferecer, vamos supor que na página do anúncio tem um vídeo. Por isso, nesse caso em especial, você sabe que o usuário para visualizar bem e ter uma boa experiência, necessitará de uma conexão mais rápida e robusta de uma banda larga. Então, é recomendado que você foque em Wi-Fi.

Além disso, há outras estratégias, como considerar que os usuários conectados no 3G quase sempre estão na rua e, talvez, para determinados produtos, eles ainda não estão aptos e atentos o suficiente para consumi-los e gerar a conversão. Em meus testes, o Wi-Fi, quase sempre trouxe uma métrica de conversão melhor. Vale a pena fazer o teste e comparar os resultados e desempenho.

3ª Configuração Essencial Na Rede De Display Do Google

A última configuração é o limite de frequência. Dentre as opções disponibilizadas nesta sessão, está a seguinte: “Deixe o Google Ads otimizar a frequência com que seus anúncios são exibidos”, geralmente, ela está selecionada como padrão, já que é a recomendada pelo Google.

O Google recomenda, mas eu particularmente gosto de limitar as impressões, porque eu não gosto daqueles anúncios que ficam o tempo inteiro se repetindo, mesmo dizendo que não quero vê-lo, que não me interesso.

Para que seu anúncio não fique aparecendo, mesmo que o usuário não queira mais vê-lo, você pode limitar as impressões. Então, por exemplo, eu quero que o usuário veja o meu anúncio no máximo 5 vezes, se ele não clicar ou clicar. Passado esse limite, o anúncio vai ser mostrado a uma nova pessoa.

Quando você limita as impressões, alcança mais pessoas ao invés de ficar batendo na mesma. Já em campanhas de remarketing você tem que focar naquela pessoa, realmente, que entrou no seu site e que sua meta é trazê-la para conversão. Agora quando você não está trabalhando remarketing, é possível limitar essa frequência, as impressões, para alcançar mais pessoas e não ser chato. Isso é importante. Você pode limitar por anúncio, grupo de anúncio e toda a campanha e também estabelecer um período para a limitação. Por exemplo, “Limitar as impressões para toda campanha a 50 por semana”.

Vale o teste. Acompanhe a diferença de resultados. Eu gosto de utilizar essa configuração porque acredito que melhora a experiência do usuário e consigo alcançar mais pessoas.

Nos vemos no próximo conteúdo.

Assista ao vídeo abaixo

Aproveite para se inscrever em meu canal do YouTube e receber mais dicas sobre marketing.

Acesse: Canal do YouTube

Ouça o Podcast!

Baixe meus podcasts em sua plataforma favorita.

Acesse: Podcast

Baixe os Slides

A gente se fala!

Tchau tchau.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Aprenda a anunciar no Google com Orçamento Baixo

Ebook + Aula Completa Inclusa. Baixe Agora. É Grátis.

JUNTE-SE A MAIS DE 50.000 PESSOAS

Entre para nossa lista e receba
conteúdos exclusivos e com prioridade

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo