Melhores Segmentações No Youtube Focado Em Conversão

Como gerar mais resultado com os seus anúncios no Youtube. É exatamente sobre isso que nós vamos falar aqui, nesse conteúdo. E vamos falar especificamente sobre segmentação. 

Quando você anuncia na internet é necessário seguir os três pilares para gerar resultado. Os três pilares são: Seu site, o anúncio e a segmentação. O seu é site é para onde você enviará seu tráfego. Por isso tem que ser muito bom. Transmitindo as informações de maneira correta e assertiva. Além de ser leve. O anúncio tem que chamar realmente a atenção do usuário, despertar o interesse nele em saber mais, conhecer mais a fundo o seu produto. E a segmentação é o outro pilar importantíssimo para você gerar resultado.

Se você anuncia no Youtube, sabe que ele é uma das principais fontes para gerar resultado. Tem muito tráfego, por isso você consegue focar tanto em lead, principalmente em lead, mas também em vendas através do trueview for action. Aquele vídeo curto que aparece e podemos pular após 5 segundos. Esse tipo de anúncio gera muito resultado, inclusive, as minhas principais campanhas que estão rodando agora são trueview for action.

Ponto importante. Falando em segmentação no Youtube, a gente tem: Palavra-chave, Públicos-Alvo, Informações Demográficas, Tópicos e Canais. Porque o Youtube é uma rede de display, assim como a Rede de Display com anúncios gráficos em sites parceiros. Então, são com essas formas que você consegue segmentar, esses são os tipos de segmentação.

Eu vou passar rapidamente sobre cada uma delas, para depois falar: “Cara, faz esse, que é o melhor!” E aí você vai gerar mais resultado. Vai baixar seu custo por lead e, no fim, obviamente, vai conseguir um resultado muito maior.

Tipos de Segmentações no Youtube

Primeiro, palavra-chave. O que é segmentar por palavra-chave? A segmentação por palavra-chave é quando se coloca a palavra que você quer que apareça o seu anúncio. Então, por exemplo, se eu colocar a palavra “marketing digital” e um usuário assistir um vídeo que tenha esse termo no título, aí o meu anúncio vai aparecer. Ou seja, é algo bem específico.

Nesse caso, você vai colocar dentro das configurações de segmentação, na sua conta Google, na campanha em específico, as palavras amplas. E aí se elas estiverem em vídeos, o seu anúncio vai aparecer.

A segmentação por públicos-alvo é baseada no usuário. Na ação que o usuário fez. Existem várias possibilidades. Existe a parte do “Quem são eles”, que podemos colocar só informações demográficas mais detalhadas. A gente tem status parental, estado civil, ensino e status de proprietários. Têm algumas informações que o Google consegue pegar, porém não é 100%. Não tem todas as informações tão precisas quanto o Facebook, mas ajuda. Geralmente, eu não uso essa parte aqui. 

Aí tem afinidade, que é algo mais amplo, revelando alguns interesses e hábitos dos usuários. No mercado, ou seja, o que as pessoas pesquisam ou planejam ativamente. Nesse último, as pessoas já estão procurando aquele tipo de produto ou tema que você vende. Então, esse público tende a ser mais qualificado do que o de afinidade. Porque este público tem um “interesse” e um “hábito”, algo mais amplo. Você alcança mais pessoas, mas, geralmente, menos qualificado.

Nós temos aqui também o público de remarketing. Ou seja, formado por quem já interagiu com o seu site ou com o seu canal no Youtube. Você consegue anunciar para quem, por exemplo, é inscrito no seu canal, já visitou seu site, é um lead. Então, é possível fazer várias segmentações.

Por exemplo, eu tenho uma campanha ativa aqui ao qual estou trabalhando o remarketing amplo, anunciando para pessoas que visitaram o meu canal no Youtube, são meus inscritos, Conversão Extrema no Geral, ou seja, que entrou em qualquer parte do meu site. Então, eu estou focando nessas pessoas. Nesse grupo de anúncios em específico.

O públicos-alvo é focado no Público. E assim como a gente está falando sobre a parte de público, você pode excluir. Por exemplo, nessa campanha que acabei de citar, o objetivo é eu conseguir leads. Por isso, eu vou negativar quem já se tornou lead. Porque essas pessoas, que já deixaram seus contatos, eu não quero que fiquem vendo o meu vídeo, afinal, não faz sentido nenhum. Para isso, é só clicar em “exclusões”, depois no “+”, e escolher o público que você quer excluir.

A segmentação por Informações demográficas é o básico. Idade, sexo, status parental, renda familiar e alguns outros. O que eu mais utilizo, realmente, é idade para o meu público. Que no meu caso excluo 18-24 anos. E, assim, não vai aparecer para essa idade. Nesse ponto nós temos o “desconhecido”, quando o Google não identifica, não consegue identificar a idade da pessoa. E aí você pode escolher se você quer mostrar o anúncio para essas pessoas ou não. Nesse caso, eu estou colocando aqui na minha campanha que quero aparecer.

Por tópicos, é uma segmentação por “temas” de canais. Então, por exemplo, eu quero aparecer em vídeos que estão falando sobre automóveis/barcos e embarcações. Não é tão específico quanto a palavra-chave e aí qualquer vídeo que tenha esse tema, um canal, vai aparecer o seu anúncio. Têm vários tópicos, mas você também pode digitar um se for necessário. Por exemplo, vamos supor que eu queira pesquisar algo sobre marketing. O Google vai me retornar com tópicos como: Design Gráfico, Comerciais de TV, Publicidade e Marketing, Marketing por e-mail, Marketing por mala direta… nesse caso você pode ir filtrando e acrescentando na sua lista de tópicos.

Nós temos por último a segmentação por Canais. Quando você anuncia em canais específicos. Por exemplo, você vai lá no Youtube e escolhe um ou alguns vídeos específicos para aparecer. Você vai colocar a URL dos escolhidos ou canais. Então, vamos supor, você quer anunciar no canal do Tiago Tessmann, em todos os meus vídeos. Você vai, na sua conta Google, na sessão de segmentação “Canais”. Depois clique em “exibir”. Em seguida clique na opção “Canais do Youtube” ou digite o endereço ou nome do canal na barra de busca. Uma vez que o canal for exibido, selecione-o. Se o dono do canal não for monetizado, seu anúncio não aparecerá, pois ele não libera para aparecer anúncio. Aí será necessário escolher outro.

Como disse antes, é possível escolher também “Vídeos do Youtube”. Além de selecionar sites, aplicativos e categorias de aplicativos, quando o seu anúncio é na rede de display padrão.

Então, esses aqui são os tipos de segmentação que você pode fazer no Youtube.

Qual a Melhor Segmentação para Quem Está Começando e Para Quem Já Começou?

Ponto importante: Quando a gente fala em anunciar na internet, tem que lembrar que quanto mais específico você for, melhor. Porém, quanto mais específico você for, mais limitado é o seu alcance. Você não vai conseguir escalar tanto a sua campanha. Então, o seguinte. Se está começando a anunciar, você vai ser o mais específico possível. E se você já está anunciando, já tem resultado, vai procurar escalar as suas campanhas. Analisando mais o seu público alvo. Eu vou dar um exemplo aqui na opção A e um exemplo também na opção B. Para que você entenda em detalhes. 

Opção A. Estou começando agora, qual é o tipo de segmentação mais importante? 

O tipo de segmentação mais importante, para mim, tem sido as palavras-chave. Por exemplo, eu estou anunciando um treinamento de marketing digital, palavra-chave marketing digital e relacionadas. Todos os vídeos que tem o termo marketing digital, anúncios Google, anúncios Facebook, que tem muito a ver com o meu público alvo, eu apareço. Então, é um público altamente relevante, que já está assistindo um vídeo daquele tema específico.

Como é que eu descubro essas palavras-chave? Eu tiro da minha cabeça? Não. Geralmente, eu vou em “Ferramentas”, clico em “Planejador de Palavras-chave”. Nessa ferramenta, eu digito na barra de buscas alguns termos que tenha a ver com o meu público alvo. Por exemplo, marketing digital, publicidade e marketing e outros. Depois é só clicar em “Ver Resultados”. 

E aí tem duas formas. Primeiro, termos parecidos com aqueles que eu pesquisei. Defina por relevância. Assim, vão vir algumas ideias para você. Aqui apareceu “Marketing online”, “Agência digital”, e você pode verificar se faz sentido ou não faz. Pegue um bloco de notas e vai colocando essas palavras e depois é só subir tudo de uma vez. Eu olho também, nessa seleção, a média de pesquisas mensais. Isso é da Rede de Pesquisa, mas dá para ter uma noção, porque é um reflexo do Youtube. Você vai perceber que algumas palavras que olhar na rede de pesquisa não são muito importantes para aparecer. Nesse caso, você vai acrescentar esses termos com o sinal de menos à frente, pois vai negativá-la. Aqui é para você identificar algumas palavras negativas que é possível inserir, caso seja interessante.

Depois que tiver essa lista pronta, basta ir até a segmentação “Palavras-chave” na sua conta Google, clicar no “+”, adicionar as palavras no bloco. Na hora que você salvar já vão ficar essas palavras aplicadas na sua campanha. Nesse exemplo, vídeos que falam sobre marketing online, marketing digital, publicidade e agência digital vão exibir o meu anúncio.

Por que palavra-chave é melhor nesse caso ao invés de canais? Porque palavra-chave vai ter um alcance maior. A segmentação por canais é muito limitada. Afinal, se você colocar só 1-2-3-4 ou até 5 canais bem específicos vai ter muito pouco alcance. Agora, quando você foca em palavras-chave, aparece em todos os vídeos que tenha o termo, então você consegue ser específico e também ser relevante. Os dois são importantes.

Vamos supor que você já tenha pego todas as palavras-chave possíveis. E ainda quer escalar mais, quer mais leads, quer conseguir alcançar mais pessoas. O que você faz? Nesse caso, você pode escalar por palavras-chave em um primeiro momento, quando estiver começando. E também por tópicos, em um segundo momento. 

Você vai pegar o seu público-alvo e vai identificar quais são os vídeos que ele assiste. Vamos supor que “anúncios Google” é um dos que ele assiste. “Anúncios Facebook” seria outro. 

Mas, quem é essa pessoa? Quais vídeos assiste que também faz sentido para ele? Por exemplo, vídeos que falam sobre marketing digital. Aí você vai ampliando. Cada um desses “temas” vai virar um grupo de anúncio. E aí você começará a expandir. Por exemplo, clientes: como conquistar-atrair clientes. Vendas: Como ter mais vendas, aumentar as vendas. Faturamento e lucro: Como gerenciar, como aumentar o lucro. Coaching: O que é coaching, etc. Ou seja, não estou sendo tão específico a temática central, ou seja, em relação aos anúncios Google, porém o meu público alvo também assiste vídeos que estão nesse escopo que vimos agora. Então, dessa forma eu começo a escalar sendo bem específico.

No segundo momento, após fazer o passo anterior. Onde você pegou todas as palavras do seu público-alvo, tudo aquilo que ele assiste no Youtube e etc. Você vai chegar em um limite. Então, você vai partir para os tópicos. Que nada mais é que aparecer só em canais que falam sobre determinado tema que você escolher. Então, em tópicos, você pode escolher, por exemplo, aparecer em canais que falam sobre empreendedorismo, finanças, x, y, e z. Dessa forma você consegue ter uma escala muito grande.

E o último nível de escala que eu gosto de trabalhar é aberto. Não é que eu goste, mas as vezes somos obrigados. O que é trabalhar aberto? É qualquer pessoa que assistir o anúncio e gostar, o Google vai otimizar, já conhecendo o seu público-alvo, você vai colocar por CPA, e ele vai analisar e seu anúncio aparecerá para essas pessoas mais interessantes diante desse filtro. Nesse caso, você não coloca nenhuma segmentação. Mas esse é um outro nível. Se você tiver utilizando a estratégia de palavras-chave e tópicos, já consegue ter uma boa escala, sendo bem específico.

Agora um ponto importante: Quando a gente fala em segmentação, você pode unir uma segmentação a outra. E a segmentação que tem que ter, e que, geralmente, 80% das contas têm, é a de informações demográficas. Eu segmento por palavra-chave e por informações demográficas. Você viu que eu negativei. Então, você vai anunciar para canais que falam de um tema específico, com palavra-chave X, mas a pessoa tem que fazer parte da idade estabelecida nas informações demográficas. Simples assim.

Outra coisa fundamental. A exclusão. A gente falou agora sobre a união de segmentação, mas o contrário também é importante. Canais, você precisa excluir aqueles que são ruins. Mesmo colocando por palavra-chave. Afinal, quando você começar a escalar, e de repente optar por trabalhar aberto, vai acabar por esquecer de que não limitou o quanto deveria. Por exemplo, vai perceber que seu anúncio está sendo exibido em canais infantis. E não tem nada a ver uma criança vendo o seu anúncio, gastando sua verba, sem gerar resultado. No meu caso, eu tenho aqui vários aplicativos para os quais não quero aparecer, no caso do Youtube for action eu vou até aparecer no aplicativo, mas porque já pego direto da rede de display e vou copiando e colando. E tem vários canais de Youtube também. Como “Galinha Pintadinha”, “Hoje é dia de maria”, “Kids Fun”, que são canais de crianças aos quais não faz sentido eu aparecer.

Então, o que eu faço? Eu anuncio para palavras-chave. E aí eu negativo a idade, 18-24 anos. E também negativo canais ruins, que no meu caso, são os infantis. Além de excluir canais infantis, eu também gosto de excluir tópicos. Para garantir e não aparecer em nenhum canal infantil. Por exemplo, em uma campanha, eu estava aparecendo em canais de humor, videogames, desenhos animados, brinquedos e jogos. Então, eu vou lá e excluo.

Se você tem uma verba onde consegue limitar e focar mais seu público, melhor. Agora, quando você está lidando com escala, talvez, adicionar ou não excluir tópicos ou canais, como o de humor, por exemplo, poderia ser interessante.

Ficar atento a onde você não deve aparecer é também importante para garantir que seu anúncio só apareça no momento certo, no lugar certo e para a pessoa certa. Assim, você gera mais resultado, investindo menos.

É isso. Espero que você tenha curtido esse conteúdo. Vamos colocar em prática. A gente se vê. Até a próxima!

Tchau-tchau.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Aprenda a anunciar no Google com Orçamento Baixo

Ebook + Aula Completa Inclusa. Baixe Agora. É Grátis.

JUNTE-SE A MAIS DE 50.000 PESSOAS

Entre para nossa lista e receba
conteúdos exclusivos e com prioridade

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo

Aprenda mais sobre Marketing Digital no Instagram Me siga →