Como Escolher As Melhores Palavras-Chave No Google?

Se você já anuncia no Google ou está pensando em anunciar, é importante que saiba que as palavras-chave são o coração das suas campanhas da rede de pesquisa, incluindo, também, a do Youtube. Se você erra essa segmentação, acaba perdendo muito dinheiro. Porque vai exibir anúncios para pessoas que não estão interessadas em comprar/consumir o que o seu negócio tem a oferecer.

melhores palavras-chave no google

Fato é que muita gente escolhe palavras aleatórias ou que acham que vão gerar resultados, mas não têm nexo nenhum com o produto ou serviço. O pior é que nesses casos, não há, sequer, um estudo básico de palavras-chave, que poderia indicar, no mínimo, os termos principais que deveriam figurar nas campanhas. Foi pensando nisso que eu preparei esse conteúdo. Eu quero lhe mostrar como escolher as melhores palavras-chave no Google. Através de um passo-à-passo que você poderá utilizar sempre que for criar uma campanha. Tenho certeza que vai ajudar muito a ampliar a sua visão sobre o assunto!

Um detalhe, as palavras-chave fazem parte da segmentação. E a segmentação é o coração de toda e qualquer campanha, independente da fonte de tráfego. Google, Facebook, Taboola, Outbrain, entre outros. A segmentação é um dos pontos fortes, chave, para que você consiga extrair resultados positivos de suas campanhas. Se você erra nas palavras, por mais que seu site seja excelente, que tenha uma Landing page de alta conversão, um e-commerce muito bom, ou, até mesmo, um anúncio interessante, as conversões não irão acontecer. Isso porque, basicamente, você estará oferecendo todo esse pacote, que forma uma oferta irresistível, a quem nunca desejou tê-la. Ou seja, a quem não tem interesse no seu negócio, produto, serviço.

Sem tempo de ler? Ouça o podcast!

Passo N˚ 0 – Acessando o Planejador de Palavras-chave

A primeira etapa para que possamos entender como escolher as melhores palavras-chave é acessar o planejador. Para quem não sabe, trata-se de uma ferramenta gratuita, oferecida pelo próprio Google. Para acessá-la, sugiro que você entre na conta Google Ads que irá trabalhar a campanha. Então, no menu “Planejamento”, clique em “Planejador de Palavras-chave”. Nós vamos utilizar um exemplo a partir desse momento. Isso porque, dessa forma, você conseguirá visualizar melhor o passo-à-passo, podendo apenas substituir o exemplo pelo seu negócio.

Vamos imaginar que eu tenho uma escola de inglês aqui na minha cidade, Criciúma. E meu objetivo é conquistar mais clientes. Na escola, eu ofereço diversos cursos, mas, nesse caso, quero atrair mais matrículas para o curso de inglês infantil. Você pode estar achando estranho a segmentação tão focal, mas, preciso esclarecer um ponto muito importante. Saiba que muita gente comete um erro bastante grave nessa etapa: Fazer campanhas com segmentação muito ampla. Isso quer dizer, que no nosso cenário, eu poderia apostar em oferecer somente o curso de inglês e depois oferecer as variações, as segmentações, como o curso de inglês para crianças. Se você faz isso, saiba que esse pode ser um dos motivos pelos quais seus resultados não estão dentro do esperado. Como já comentei em outros conteúdos… o interessante é separar por grupos de anúncios.

Se você ainda não se aprofundou no assunto, pode acessar aqui mesmo, no blog, o material “Como Criar Sua Primeira Campanha No Google” e entender melhor essa estratégia. O ideal é que você trabalhe campanhas mais específicas. É por isso que no exemplo que estamos utilizando, vamos criar anúncios para conseguir matrículas de crianças em nosso curso de inglês. A escola do exemplo não é online, é física, por isso, faremos uma campanha para atrair pessoas.

Passo N˚ 1 – Pensando Como Público-Alvo

Quando vou criar, já me coloco no lugar do público que pretendo atingir, e penso o que eu pesquisaria no Google, se quisesse encontrar o produto que vou oferecer, no caso, o curso de inglês para crianças. Então, se eu tivesse um filho e quisesse colocá-lo em uma escola de inglês, faria, provavelmente, as seguintes pesquisas no Google:

  • Curso inglês para crianças.
  • Curso inglês infantil.
  • Escola de inglês infantil.

Nesse primeiro passo, você vai fazer esse exercício, claro, pensando no seu negócio. Conforme for encontrando palavras-chave relevantes, anote-as no bloco de notas ou qualquer outro documento que você possa guardar e acessar com facilidade em momentos oportunos. É importante ressaltar que essas palavras, para serem relevantes, precisam ter relação direta com o seu produto ou serviço.

Passo N˚ 2 – Encontrando Palavras Relacionadas com o Planejador do Google

Depois que identificamos essas palavras principais, vamos colocá-las no planejador do Google. A ferramenta vai nos trazer várias palavras relacionadas e que também são buscadas no Google pelos usuários. O que vai ampliar ainda mais o volume de termos que podemos utilizar em nossa campanha. Lembra que no passo zero nós iniciamos o acesso no planejador de palavras-chave do Google? Então, aqui, nesse segundo passo, a gente vai continuar de onde paramos lá. Depois de clicar na opção “Planejador de Palavras-Chave”, você vai selecionar a opção “Encontrar palavras-chave”.

Aquelas palavras que guardamos no bloco de notas, você vai utilizá-la para colar nesse bloco. Uma a uma, separadas por vírgulas, para finalizar, basta apertar enter. Clique em “Começar”. Depois de feito, o Google vai nos trazer diversas palavras relacionadas a essas que inserimos no bloco, além de informações sobre elas. Atenção: Verifique se logo acima do menu “Ideias de Palavras-chave”, as definições de locais e idioma estão para Brasil e Português, respectivamente. Caso não esteja, configure de forma adequada.

Assim que o Google retornar a sua pesquisa, você verá:

  • Tendências do Volume de Pesquisa, incluindo variações.
  • Lista de Palavras-chave por relevância.
  • Média de Pesquisas Mensais para cada uma delas.
  • Nível de concorrência. Sendo alta, a indicação de que há muitos anunciantes disputando posição para aquela palavra-chave.
  • Menores valores de lance na parte superior da página. Esse é, mais ou menos, o valor mínimo que os anunciantes estão pagando para aparecer na parte superior da página.
  • Maiores valores de lance na parte superior da página. Aqui é o oposto, refere-se ao valor máximo para as posições mais destacadas. É importante ressaltar que os valores de lances exibidos não são 100%, porque variam bastante de acordo com fatores diversos, podendo ser distantes de um dia para o outro.

Apesar das variações, de fato, olhando esses dados, posso garantir que é possível extrair informações privilegiadas. Como por exemplo, quais são as palavras boas em conversão, já que, geralmente, elas apresentam concorrência alta. Você pode pensar… “Como o Tiago sabe que as palavras que apresentam concorrência alta são boas em conversão?”. Eu te respondo de forma muito simples: Nenhuma empresa estaria investindo dinheiro em termos que não trazem retorno, resultados. Então, esse é o primeiro aspecto que você deve verificar. No nosso exemplo, descobri que “escola de inglês infantil” tem alta concorrência. Outro ponto importante é o valor do CPC, que nada mais é que o custo por clique. Se ele for um lance alto, isso também quer dizer que se trata de um termo interessante, relevante. Afinal, outros anunciantes estão disputando, investindo alto, nele. O que demonstra que há grandes chances de que ele traga bons retornos.

Em nosso exemplo, o termo “curso de inglês” apontou lance máximo de R$12,12. Apontando que é bem disputada essa palavra-chave. Sabendo de tudo isso, chegou o momento em que vamos fazer a seleção das melhores palavras, aquelas que vão incrementar aquela nossa primeira lista.

Passo N˚ 3 – Aumentando a Lista de Palavras-Chave

Depois de acrescentarmos aquelas 3 palavras-chave na nossa lista da campanha da escola de inglês, iremos acrescentar outras mais. Por exemplo, colocamos “Curso Inglês para Crianças”, “Curso Inglês Infantil” e “escola de inglês infantil”. No resultado do planejador para esses termos, percebe-se que o Google trouxe diversas palavras-chave até de forma ampla, no entanto o nosso foco é nas crianças. Então, não trabalharemos com as palavras abrangentes. Preste bastante atenção nisso quando estiver fazendo a sua campanha. Afinal, é muito importante que os termos estejam alinhados com o seu objetivo.

Considerando o que já conversamos, eu acrescentei em nossa lista:

  • Inglês para crianças.
  • Curso de inglês infantil preço

O ideal é que você tenha uma lista com, no mínimo, 10 palavras boas! Aula de inglês para crianças também entrou na lista, assim como Inglês Kids, Inglês Infantil, entre outras que não havia pensado antes. Cursos para crianças também foi sugerida, mas eu não vou adicionar, porquê esse é um exemplo de palavra-chave muito ampla para o nosso objetivo.

Livro de inglês para crianças. Adicionar ou não essa palavra-chave? Aí vem um detalhe: Geralmente, quando inicio uma campanha no Google, eu não insiro essa palavra. Porque uma pessoa que está procurando um livro de inglês para crianças muito provavelmente não está interessada em adquirir um curso naquele momento. Principalmente quando a campanha está no início, é muito importante focar em termos que têm maiores chances de já trazerem resultados o mais rápido possível. Aí sim, depois dessa fase, você pode ir ampliando a abrangência.

Então, como estamos começando uma campanha do zero, foque só em palavras que vão gerar resultados. Depois você pode adicionar palavras mais amplas para testar também.

Passo N˚ 4 – Inserindo Palavras-Chave Negativas

Agora um ponto importante. Nós vamos inserir as palavras-chave negativas. Vamos chamar a lista anterior de “Palavras-Chave Positivas”, só para que possamos diferenciá-las.

Para quem não sabe, as palavras-chave negativas são palavras que se o usuário digitar na busca, com toda a certeza, o meu anúncio não vai aparecer.

A grande sacada quanto ao assunto está em adicionar, para cada palavra-chave positiva, no mínimo 10 negativas. O motivo está no fato de que muitas vezes é mais importante descobrir para quem você não deve anunciar, do que para quem você quer anunciar. Isso porque essa é uma garantia de que você não vai perder dinheiro.

Seguindo o nosso exemplo, do curso de inglês para crianças, podemos adicionar como palavras-chave negativas:

  • Adulto
  • Jovem
  • Adolescente
  • Terceira Idade
  • Idoso
  • Grátis (Com e sem Assento)
  • Gratuito
  • Free
  • Baixar
  • Download
  • Online
  • Cultura
  • Espanhol
  • Intercâmbio

Você precisa excluir palavras que tenha certeza que não deseja aparecer. Sempre lembrando da sua proposta para retirar termos que não são condizentes com ela. Pesquise e analise criteriosamente os resultados do planejador do Google. Inclua, no mínimo, 50 a 80 palavras-chave negativas em suas campanhas. Eu tenho campanhas em que utilizo 20 termos positivos para 1100 negativos. Quando você chega nesse nível, em que seu anúncio só aparece, realmente, para quem está pesquisando o seu produto/serviço, consegue-se uma alta taxa de conversão, ou seja, vai conseguir vender muito pelo Google.

Quando a gente fala em palavras, é possível alterar o formato delas. Eu vou explicar como funciona a questão da correspondência. Você pode escolher entre a ampla, de frase e exata. A ampla é você inserir a palavra-chave sem alteração, como ela é. A de frase você vai incluir as aspas e na exata o colchete.

Quando você utiliza a correspondência de frase, está, basicamente, dizendo ao Google para que exiba seu anúncio para pessoas que pesquisarem as palavras exatamente na ordem em que foi especificada na configuração da campanha. Por exemplo, se você especificar “Curso de Inglês para Crianças” e o usuário digitar “Curso de Inglês para Crianças Criciúma”, o seu anúncio irá aparecer. Agora, se você optar pela correspondência exata, o seu anúncio só será exibido se o usuário pesquisar especificamente pela palavra-chave, sem acréscimos ou decréscimos de termos, como o do exemplo acima.

Eu, geralmente, gosto de utilizar a ampla e encher de palavras negativas. Porque quando começa a anunciar vão ter várias pesquisas e elas vão trazer recomendações de palavras que você não tinha ideia de que poderiam aparecer. E vão sair muitas palavras que se você colocar a correspondência exata ou de frase, poderá segmentar mais do que o recomendado, fazendo com a restrição de exibição abale negativamente os seus resultados.

Talvez seja um pouco complexo, mas é uma decisão pessoal trabalhar com o amplo e segmentar com as palavras-chave negativas. Por experiência própria, posso dizer que os resultados são muito melhores quando trabalho assim. Quando você trabalha só com exata, não há a necessidade de adicionar os termos negativos, porém a segmentação pode não ser tão efetiva, pois não traz novas ideias, fazendo com que o resultado final seja limitado.

3 Principais Lições Sobre Palavras-Chave

As 3 principais lições sobre palavras-chave são:

  1. Palavras-chave focadas: Insira, realmente, apenas palavras que vão gerar resultados. Não amplie tanto, foque no seu produto ou serviço.
  2. Muitas Palavras-chave Negativas: Coloque muitas palavras negativas para evitar que o seu anúncio seja exibido para pessoas que não se interessam pelo o que você está oferecendo. Quanto mais palavras negativas você inserir, mais segmentadas ficarão as suas campanhas e os resultados, consequentemente, serão melhores. Mas, antes de excluir uma palavra-chave, tenha certeza de que você não deve aparecer para ela. Por exemplo, se eu tenho um curso de inglês para crianças presencial, eu não quero que o meu anúncio seja exibido para quem busca um curso de inglês à distância. Então, nesse caso, nós vamos negativas o termo “à distância”. Para garantir, inclua-o com e sem assento.
  3. Fique de Olho no “Ver Termos de Pesquisas”: Isso porque quando você começar a rodar a sua campanha, vão aparecer palavras negativas, palavras que o usuário utilizou e ativou o seu anúncio. E dessa lista vão sair muitas palavras boas e ruins. Verificando os termos de pesquisas com frequência você poderá sempre otimizar as suas campanhas, adicionando termos positivos e negativos. Então, a cada dois ou três dias, você deve olhar para descobrir palavras, sejam boas ou ruins. Para, realmente, garantir que os seus anúncios estejam aparecendo somente para pessoas que vão comprar do seu negócio.

Muita gente só cria a campanha e esquece. Não! Você deve criar a campanha e ficar acompanhando os resultados. No começo, pode ser que eles não sejam tão bons, principalmente, se não tem muitas palavras negativas, mas conforme o tempo for passando e você lapidando as suas campanhas, refinando, excluindo, sem dúvidas terá um diamante em mãos. E a partir daí bastará controlar o seu orçamento, retorno e investir mais, para ter uma taxa de conversão altíssima em suas campanhas no Google.

Assista ao Vídeo sobre Snippets Estruturados no Google Ads

Aproveite para se inscrever em meu canal do YouTube e receber mais dicas sobre marketing.

Acesse: Canal do YouTube

Ouça o Podcast!

Baixe meus podcasts em sua plataforma favorita.

Acesse: Podcast

Baixe os Slides

Baixe os Slides

Nos vemos no próximo conteúdo.

Deixe seu comentário!

Forte Abraço.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Aprenda a anunciar no Google com Orçamento Baixo

Ebook + Aula Completa Inclusa. Baixe Agora. É Grátis.

JUNTE-SE A MAIS DE 50.000 PESSOAS

Entre para nossa lista e receba
conteúdos exclusivos e com prioridade

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo

Aprenda mais sobre Marketing Digital no Instagram Me siga →