Quais Cidades e Estados Compram Mais No Google

Quais Estados ou cidades compram mais de mim no Google Ads. Quando você vai lá e cria a sua primeira campanha, na configuração inicial você pode escolher onde o seu anúncio vai aparecer. Em qual Estado, em qual cidade. Enfim, definindo isso, você vai aparecer só naquele lugar que foi determinado. 

Porém, quando você coloca “Brasil Inteiro” ou uma região o Google lhe traz informações mais específicas de quais regiões estão trazendo um resultado melhor para você. E aí, você tem que ficar atento porque se uma região está trazendo mais resultado que a outra não faz sentido você investir o mesmo CPC, o mesmo custo por clique. Você pode aumentar ou diminuir, focar em regiões mais importantes e diminuir em regiões que não trazem uma conversão muito boa.

Por isso que é interessante ficar atento. Um dos segredos do Google é você focar, realmente, naquilo que gera resultado. Não adianta você querer abraçar o mundo, abrace os clientes que querem comprar de você. Pegue a sua verba e coloque no lugar certo.

Sem tempo de ler? Ouça o podcast!

Onde descubro quais locais compram mais de mim na minha conta?

Para você descobrir essas informações é só você logar em sua conta Google Ads e clicar, no menu lateral esquerdo, na sua campanha. Depois, será necessário ir em “Locais”, em seguida, no menu superior, você vai clicar em “Relatório Geográfico”.

Clicando em “Relatório Geográfico”, você vai clicar em “Relatório Geográfico” na lista suspensa, que tem outras opções de relatórios.

Assim que você fizer essa seleção, a ferramenta lhe mostrará uma pagina com dados sobre os locais que acionaram seus anúncios. Você pode filtrar essas informações por Estado, Cidade e até aeroporto.

Nesse caso, para fazer um teste, podemos começar pelo Estado. Eu peguei um período maior para analisar, 1 ano.

Só um parêntese aqui. Um ponto importante. Eu lembro que há muito tempo uma pessoa estava reclamando que não estava tendo resultado no Google. Ele vendia casaco de pele. E quando eu fui ver a segmentação, ele estava anunciando lá para o Nordeste. Anunciando Brasil inteiro e focando boa parte no Nordeste. E a gente sabe que sim, o pessoal de lá pode comprar um casaco de pele, mas a probabilidade comparado a outros locais, como o Sul, é muito menor. A minha sugestão para ele foi tirar o dinheiro investido nos anúncios para o Nordeste e focar nas regiões mais frias do Brasil no inverno, porque, dessa forma, ele passaria ter mais chances de converter.

Então, você tem que ficar atento até nas regiões do Brasil. Se faz sentido você anunciar para aquela região, mais fria, mais quente ou com determinada característica cultural e tudo mais. Isso meche diretamente com os seus resultados.

Analisando o Relatório Geográfico no Google Ads

Voltando ao que estávamos falando anteriormente. Na minha análise, estamos olhando para uma campanha que vende um curso online, Brasil inteiro. Ou seja, qualquer pessoa do país inteiro pode comprar, mas têm regiões que são mais fortes, onde eu devo ficar atento, focar, até para fazer, talvez, um evento ao vivo ou algumas ações específicas de marketing off-line, por exemplo.

Olhando na coluna “Conversões”, em volume, vou falar sempre dos 4 primeiros, a gente vê que o Estado de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Santa Catarina são os que mais me trouxeram volume de conversão. Sendo que a região de São Paulo foi a que eu mais gastei. O custo de SP foi de R$41 mil reais, enquanto que com o segundo da lista, o RJ, o custo foi de R$17 mil reais. Não porque eu quis, é porque, realmente, tem mais procura, mais pesquisa, por essa região. Coloquei a verba igual para todas.

O segundo passo que você pode avaliar é a parte de custo por conversão. Aqui, alguns estão me dando um excelente lucro outros nem tanto e alguns até prejuízo. Então, quando eu clico em custo por conversão, ele já aparece os 4 mais caros. Que no meu caso são: Goiás, Paraná, São Paulo e Maranhão.

Sim, eu falei que São Paulo estava excelente e agora ele apareceu nessa lista, demonstrando ser ruim. A explicação para isso é que existem dois “São Paulo’s” aqui, são dois locais diferentes. Um se chama local de interesse e o outro é localização física. 

A diferença de um para o outro é que o “Local de Interesse” é quando o usuário está localizado em uma região e demonstra interesse na pesquisa por outro local. Então, por exemplo, vamos supor que eu estou em Santa Catarina agora, estou mesmo, e vou ao Google para pesquisar sobre um curso X em São Paulo. Ou seja, eu estou em Santa Catarina, mas a minha região de interesse é São Paulo. Agora, a minha localização física é Santa Catarina.

Então, nesse caso, quem não está me trazendo um resultado tão legal são os usuários que não estão em São Paulo, mas estão procurando treinamento em São Paulo. Provavelmente, isso deve estar ocorrendo porque o meu curso é online.

Então, se a gente pegar o custo por conversão conseguimos descobrir os que estão com o CPA muito alto e, claro, os melhores. Se eu colocar para ordenar pelo menor custo por conversão sai aqui alguns resultados excelentes. Como, por exemplo, Santa Catarina, o Localização Física, ou seja, pessoas que estão, realmente aqui. Ele está trazendo R$24, sendo que Goiás, por Localização de Interesse, está R$126 reais. Uma diferença muito grande. Essa é uma métrica interessante de acompanhar.

No entanto, eu sempre acompanho, e gosto, realmente, de avaliar é o volume. Eu me interesse em lugares que me trazem o custo de conversão dentro da minha meta, mas que me trazem muito volume também. E, os que me trazem mais volume, falando em questão de localização física é São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Santa Catarina.

Você também pode ver no relatório a taxa de conversão e até o valor de conversão dividido pelo custo.

O Que Fazer Com os Dados do Relatório Geográfico do Google Ads

Beleza. Você descobriu quais são os Estados em que domina mais. E agora? Simples. Se nesses Estados você tem um volume de conversão melhor, um custo de conversão aceitável, você pode ajustar o lance.

Basta selecionar, no próprio relatório e clicar em editar. E depois em “Adicionar destinos e definir ajuste de lance”. E aí, é só colocar o novo valor. Em locais onde você está dominando, é muito bom, gera muita conversão, você pode aumentar o lance e diminuir o lance em lugares, Estados, que são ruins.

Então, você tira do lugar ruim e foca no lugar bom. Simples assim, não tem segredo.

De novo. Vamos focar os nossos esforços nos lugares que geram resultados. E deixar o ruim com um pouco de verba, se ele estiver trazendo conversão. E se, realmente, estiver negativo, se você tentou de tudo e não deu jeito, aí vale a pena excluir esse local. Basta colocar como localização negativa no Google. Ou seja, eu quero aparecer para todo o Brasil inteiro, menos para o Estado X.

Se você quiser ser ainda mais específico, é possível fazer um filtro por cidades e descobrir quais são as que acionaram seus anúncios e, obviamente, lhe trouxeram os melhores resultados. 

Mesmo que você anuncie só para o Estado de SP ou só o Sul, Norte, Nordeste, você consegue, só nessas regiões ver cidades, Estados e tudo mais.

Como Aplicar Localização Negativa no Google Ads?

É importante dizer que é recomendado excluir um local só quando é impossível melhorar os resultados negativos. Se a região é ruim para você, vá diminuindo o lance até deixar bem baixinho, antes de excluir.

Para você negativar um lugar, basta ir até a sua campanha e no menu lateral esquerdo clicar em “Configurações”. Na nova página, você deve clicar em “Locais”. Em seguida, clique em “Pesquisa Avançada”. Uma janela com o mapa do Brasil se abrirá para você. Na barra, basta colocar o nome da região que deseja negativar e em seguida clique em “Excluir”. Excluindo, a região vai ser mostrada em vermelho no mapa e aí seu anúncio não vai aparecer mais na localização em questão.

Então, dê uma olhada no seu produto, se faz sentido você excluir uma região ou não, se faz sentido você aumentar ou diminuir o lance de uma região ou não. Geralmente faz. Quase sempre você vai encontrar regiões que trazem mais conversão, mais resultado. E você deve aumentar o lance e se focar nessas regiões. Para, no fim das contas, você diminuir o seu custo por conversão, aumentar o volume e, claro, aumentar o seu lucro.

Assista ao vídeo abaixo

Aproveite para se inscrever em meu canal do YouTube e receber mais dicas sobre marketing.

Acesse: Canal do YouTube

Ouça o Podcast!

Baixe meus podcasts em sua plataforma favorita.

Acesse: Podcast

Baixe os Slides

Baixar Slide

Nos vemos no próximo conteúdo. Até lá!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Aprenda a anunciar no Google com Orçamento Baixo

Ebook + Aula Completa Inclusa. Baixe Agora. É Grátis.

JUNTE-SE A MAIS DE 50.000 PESSOAS

Entre para nossa lista e receba
conteúdos exclusivos e com prioridade

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo

Tiago Tessmann

Formado em administração de empresas, possui vários projetos de sucesso na internet como Blueberry, Aprenda Piano e o treinamento Conversão Extrema. Foi premiado como o melhor profissional de Google Ads do país pelo Afiliados Brasil em 2015 e 2016. Tiago tem como missão ajudar pessoas comuns a alcançar a mais alta performance dos seus projetos e negócios através da internet.
Tiago Tessmann © Todos direitos reservados.
Aprenda mais sobre Marketing Digital no Instagram Me siga →