Ultra Segmentação Do Remarketing No Google Com O Analytics

Nesse conteúdo nós vamos discutir sobre a ultra segmentação em campanhas de remarketing utilizando o Google Analytics. Você pode sim vincular a sua conta de Analytics com a de Google Ads para extrair mais informações de quem visita o seu site e, assim, criar campanhas mais segmentadas.

Esse assunto é um pouco mais avançado, caso esteja em um nível iniciante ou ainda não anuncie no Google, talvez, esse conteúdo não seja exatamente para você. De qualquer maneira, caso queira aproveitá-lo, ele certamente vai lhe ajudar ampliando a sua visão sobre as possibilidades que você pode fazer no Google para atingir melhor o seu público alvo e fazer com que as suas campanhas gerem mais resultados.

Sem tempo de ler? Ouça o podcast!

Criando Um Público no Analytics

É bem fácil. Para fazer isso você vai entrar em sua conta do Analytics, procurar na parte inferior da página, no menu, localizado no canto direito, pelo botão “Administrador”. Clique nele. Na sequência, clique em “Definições de Público Alvo”.

Você verá em seguida a opção “Públicos”, selecione-a. Pois aqui, vamos criar o público baseado na experiência dele com o nosso site ou até, por exemplo, alguma informação demográfica. Enfim, a ideia é criar um público bem segmentado, depois enviá-lo lá para o Google e criar uma campanha fundamentada nele.

Depois de selecionar a opção “Públicos” é hora de clicar em “+ Novo Público Alvo”. Uma lista de definições de públicos vai se abrir, e nós vamos criar um novo público. Ao clicar no botão, você vai ver algo muito interessante. Uma janela se abrirá com muitas informações sobre o seu público alvo, que você pode utilizar para segmentar ainda mais os seus anúncios. Garantindo que eles sejam exibidos para quem, realmente, é o seu cliente, para quem verdadeiramente vai comprar de você. Teremos nessa janela, por exemplo, a idade, ou seja, eu quero que pessoas que entram no meu site, que tenha essa idade específica façam parte do meu público. Quem não tem essa característica não entrará nesse grupo alvo. Então, isso deixa ainda mais segmentado, mais refinado o seu Target. Além da idade, você pode refinar por sexo, idioma, categoria de afinidade, segmento no mercado, localização e mais.

Até aqui, pode ser que você diga que esse tipo de segmentação pode ser feito também através do Google Ads. Mas não é só isso, há mais informações. Como, por exemplo, a seção de tecnologia, que lhe permite segmentar pela resolução da tela do seu usuário, a versão e o navegador que ele utiliza, sistema operacional, modelo do dispositivo móvel, e muito mais.

A parte de comportamento, que é um dos que eu mais gosto, lhe permite segmentar pela frequência com que seus usuários acessam e realizam transações em suas páginas. Então, por exemplo, eu posso escolher exibir anúncios apenas para os usuários que entraram em determinada página mais de duas vezes, ou se a pessoa comprou um produto X, ou ainda por duração da sessão, selecionando o alvo pela quantidade de minutos que ele permaneceu navegando no meu site.

Eu, particularmente, gosto muito e utilizo bastante esse último tipo de segmentação. Isso porque, vamos supor que a gente tenha um grande blog ou site que tenha muitas visitas por dia. É normal, nesse site, por exemplo, que 70% das pessoas não fiquem nem 30 segundos, nem 20 segundos, navegando. Essa pessoa que não ficou muito tempo, ela de fato não é muito interessante porque ela não parou para ficar sequer 1 minuto para “entender” a sua proposta. O problema mora em um detalhe. Esse usuário não tão produtivo, em uma campanha de remarketing, vai acabar vendo o mesmo anúncio que aquele outro usuário que quase comprou, mas desistiu de última hora, ou seja, superinteressante. E, pior, nós ainda vamos pagar o mesmo lance para os dois e não faz o menor sentido.

Então, porque não tirar esse cara que não é interessante e focar naqueles que ficam um tempo maior em seu site, que leem seus artigos? Só assim você terá mais chances de gerar conversões.

Essa é a ultra segmentação que evita que o seu dinheiro seja desperdiçado no Google e que você tenha muito mais resultados. Óbvio que quanto mais você refinar, menor ficará o seu público. Então tome cuidado para não deixar esse alvo muito pequeno, fazendo com que o tráfego seja insatisfatório.

Além de tudo o que já falamos, você ainda pode segmentar por data da primeira sessão, ou seja, quando ou em que período o usuário entrou em seu site. Origens de tráfego, que é a segmentação pela forma como o seu usuário lhe encontrar. Por exemplo, com essa opção, você pode fazer uma campanha exclusiva para usuários que estão vindo do Instagram, ou do Facebook, ou do Google ou de qualquer outro site específico. E comércio eletrônico, que pode segmentar por transação, por receita, dias até a transação, produto e categoria do produto.

Em avançados, você terá a oportunidade de trabalhar com público negativo em condições. Ou montar uma segmentação que envolve uma sequência de ações do usuário.

Ou seja, há uma infinidade de possibilidades que você tem que parar um tempo, realmente, refletir e entender qual o público que deseja atingir, para quem você vende, como é possível criar esse caminho para gerar mais conversões.

Exportando o Público do Analytics para o Google Ads

Como falei anteriormente, é possível criar um perfil de público alvo básico direto no Google Ads. Por exemplo, posso filtrar por informações demográficas, mas já não consigo segmentar por comportamento de duração de sessão. Então, é necessário ir até o Analytics, aplicar a configuração nele e assim exportar o público para o Ads.

Para fazer isso, você precisa terminar de configurar seu público no Analytics, se já finalizou, basta clicar em “Aplicar”. Em seguida, você verá dados, como usuários dos últimos sete dias, além de opções como qual o tempo da duração da associação e dias a serem analisados. E, por último, será necessário nomear o público. Clique em “Próxima Etapa”. Nela, você irá definir para onde deseja enviar esse público. Logo abaixo do menu “3 – Destinos do Público”, é possível visualizar uma lista suspensa. Selecione, dentre as opções, a conta Google Ads ao qual deseja exportar o público que criou e clique em “ok”.

Quando você clicar em publicar, o Analytics já vai enviar esse público para a sua conta de Google. Bem rápido, simples e prático!

Agora, você pode ir até a sua conta Google Ads, clique em “ferramentas”, depois em “Gerenciador de Públicos-Alvo” e, então é só buscar pelo nome do público na barra. Encontrou? Você já pode criar a campanha para esse público em específico.

Ao fazer esses passos simples, você está aplicando uma ultra segmentação no remarketing, focando, realmente, em pessoas que têm uma maior possibilidade de converter.

Há infinitas possibilidades. Recomendo que você entre em seu Analytics agora e comece a pesquisar, a ver as variações, e testar para conhecer e entender tudo que é possível fazer para melhorar os seus resultados no Google.

Assista ao vídeo abaixo

Aproveite para se inscrever em meu canal do YouTube e receber mais dicas sobre marketing.

Acesse: Canal do YouTube

Ouça o Podcast!

Baixe meus podcasts em sua plataforma favorita.

Acesse: Podcast

Baixe os Slides

Até Breve.

Abraço!

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Aprenda a anunciar no Google com Orçamento Baixo

Ebook + Aula Completa Inclusa. Baixe Agora. É Grátis.

JUNTE-SE A MAIS DE 50.000 PESSOAS

Entre para nossa lista e receba
conteúdos exclusivos e com prioridade

Gostou do artigo? Deixe seu comentário abaixo